Estudo de Potencial Malarígeno:

O que é:
O Estudo de Potencial Malarígeno visa diagnosticar o risco de incidência de malária na área de estudos do empreendimento em licenciamento, que pode ser decorrente da ação combinada da supressão de vegetação e movimentação de pessoas para as obras de implantação.

Finalidade:
A malária é uma doença infecciosa comum nas Américas, e é causada pelo parasita do gênero Plasmodium spp. A transmissão para os seres humanos ocorre na maioria das vezes por meio da picada da fêmea do mosquito, do gênero Anopheles e, quando grave, pode levar à morte. Neste sentido, torna-se de fundamental importância a adoção de medidas de controle que devem ser estabelecidas pelo empreendedor em parceria com as secretarias municipais e estadual da região onde se pretende instalar o empreendimento.

A Portaria nº 1, de 13 de janeiro de 2014 estabeleceu as diretrizes e procedimentos para a realização dos Estudos de Potencial Malarígeno e Plano de Ação de Controle da Malária, com vistas à obtenção do Laudo de Avaliação do Potencial Malarígeno (LAPM) e Atestado de Condição Sanitária (ATCS), que devem ser realizados para todos os empreendimentos sujeitos ao licenciamento ambiental em áreas de risco ou endêmica para malária.

Diferenciais Ambientare:
A Ambientare se diferencia na elaboração de estudos de qualidade, e para o estudo do Potencial Malarígeno, o trabalho é feito através de planejamento assertivo, na análise e na promoção de propostas de mitigação, de prevenção e de vigilância da malária, que buscam conciliar interesses do empreendedor e dos órgãos responsáveis pelo licenciamento ambiental e controle sanitário, priorizando o bem estar da sociedade.

Estudos Espeleológicos

O que é:
A Espeleologia é a ciência que se dedica ao estudo das cavidades naturais subterrâneas (cavernas, grutas, etc.) visando entender a origem destas formações, seus aspectos físicos (p.ex., conteúdo mineral e hídrico) biológicos (fauna e flora), e as inter-relações com o ambiente em que estão inseridas.

As cavidades naturais subterrâneas constituem patrimônio da União, cuja proteção visa a preservação e conservação destas estruturas, de modo a possibilitar estudos e pesquisas científicas diversas, além de atividades culturais, turísticas, recreativas e educativas.

Finalidade:
Os estudos Espeleológicos no licenciamento ambiental têm por objetivo caracterizar as cavidades naturais ocorrentes na região onde se pretende implantar o empreendimento estabelecendo medidas de mitigação e compensação, visando a viabilidade ambiental do projeto.

Diferenciais Ambientare:
A Ambientare possui expertise na elaboração de diversos estudos espeleológicos, além de uma equipe técnica qualificada para desenvolver trabalhos relacionados aos processos que envolvem o licenciamento ambiental em áreas com ocorrência de cavidades.

Análises Geoespaciais e Geoprocessamento

O que é:
As análises geoespaciais constituem-se como ferramentas fundamentais nos processos de licenciamento ambiental, uma vez que permitem uma avaliação rápida de interações entre o projeto de engenharia e os elementos da paisagem em que se este insere.

Finalidade:
Esta avaliação proporciona a identificação de potenciais impactos socioambientais do projeto, subsidiando a tomada de decisões por parte do empreendedor quanto à necessidade de ajustes no layout do empreendimento, de modo a viabilizar sua sustentabilidade.

As ferramentas geoespaciais possibilitam também a criação e consolidação de bancos de dados georreferenciados estruturados que são fundamentais nas etapas posteriores do licenciamento ambiental – fases de instalação e operação – em que há a necessidade de se acompanhar a performance dos programas ambientais e atendimento de metas estabelecidas para a mitigação e compensação dos impactos ambientais.

Diferenciais Ambientare:
A fim de otimizar as tomadas de decisão e trazer melhores resultados aos negócios de seus clientes, a Ambientare incorpora a inteligência geográfica nos seus projetos, desenvolvendo soluções integradas de análises geoespaciais, que incluem desde a coleta e o processamento de dados até a personalização dos produtos finais.

Gestão Institucional

O que é:
A gestão institucional junto aos órgãos ambientais e intervenientes é um dos pilares do sucesso dos projetos desenvolvidos para as empresas. A definição para gestão institucional ambiental é: o planejamento, organização, liderança, supervisão/acompanhamento e avaliação de atividades, processos e programas desenvolvidos em cada projeto.

Finalidade:
Além de maior segurança técnica e jurídica em nossos processos, a forma também maior celeridade nas análises, e redução de demandas advindas de órgãos ambientais e intervenientes, proporcionando maior aderência aos prazos planejados nos cronogramas dos projetos.

Diferenciais Ambientare:
A Ambientare trabalha com assertividade e realiza os alinhamentos técnicos necessários com as instituições envolvidas ao longo de todas as etapas do licenciamento ambiental.